Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /var/www/html/circusproducoes.com.br/web/libs/adodb/drivers/adodb-mysql.inc.php on line 365
LUIZ TATIT - CIRCUS produções culturais
CIRCUS produções culturais
english
CIRCUS produções culturais
contato@circusproducoes.com.br
55 11 2528 4732
LUIZ TATIT

LUIZ TATIT

SHOWS

PALAVRAS E SONHOS

O repertório fala dos sonhos que alimentam a criação e das palavras que geram sonhos por contar com a inebriante ação da melodia e do acompanhamento instrumental. Como diz a canção que dá nome ao disco (“Palavras e Sonhos”), as palavras e os sonhos têm o poder de fazer existir, destruir e reconstruir o mundo em que vivemos. Entre as palavras melodizadas e os sonhos paira a ideia que temos de inspiração, outro conteúdo bastante presente neste novo CD, lançado pela Dabliú Discos.

A canção “Do Meu Jeito” (parceria com Vanessa Bumagny) refere-se diretamente às palavras. “Planeta e Borboleta” refere-se aos sonhos. “Quantos Desejos” une os dois conceitos sob o signo da vontade. “Mais Útil” trata especialmente da inspiração, assim como as duas canções que evocam o sopro criador das musas: “Musa Cruza” e “Musa da Música” (esta em parceria com Dante Ozzetti). Sem falar das flores e das mulheres que inspiram o compositor: “Das Flores e Das Dores” (parceria com Emerson Leal) e “Diva Silva Reis”; e das situações urbanas que chegam a enfeitiçá-lo: “Feitiço da Fila”.

Nessa mesma área de sentido, o álbum ainda traz a inspiração recusada e desejada de “Estrela Cruel” (com Marcelo Jeneci), o lirismo despojado com nuances interioranas de “Tristeza do Zé” (com Zé Miguel Wisnik), com interpretação de Juçara Marçal junto com Tatit, e o desejo de eternidade muito bem justificado por “Matusalém” (com Arthur Nestrovski).

Palavras e Sonhosconta com a produção musical de Jonas Tatit e com a colaboração de diversos músicos que já o acompanharam nos discos anteriores. A faixa “Estrela Cruel” tem o piano e a voz de Marcelo Jeneci, enquanto a faixa “Planeta e Borboleta” conta com inúmeras vozes, todas de Ná Ozzetti. Em “Musa da Música”, destaca-se a voz solo da moçambiquense Lenna Bahule, com participação especial nos vocais de Juçara Marçal.

Tanto neste, quanto nos quatro álbuns solo anteriores (o CD “Rodopio” é a única exceção pois contém apenas regravações “ao vivo” de suas canções anteriores), Luiz Tatit traz canções inéditas com temas inusitados que constroem, pouco a pouco, uma obra poético-musical peculiar (que costuma qualificar como “palavra cantada”) que se amplia e se enriquece em torno de uma personalidade artística que consegue nos surpreender cada vez mais.

AGENDA